Paz

Somente quero fechar meus olhos,
dormir
e descansar

exorcizar os demônios que me assombram
esquecer sua rejeição
e seu último olhar

apagar da memória meus erros,
as lembranças
e as saudades que ainda me fazem chorar

me deixar perder no abismo infinito,
pular de cabeça
e com a escuridão me chocar

apagar essa chama que ainda arde em meu peito
mesmo que para isso
meu coração tenha de arrancar

recuperar a serenidade que um dia tive
ainda que seja necessário
para um cemitério me mudar

extirpar essa dor que me acompanha
mesmo que para tanto
meu corpo eu tenha de mutilar

remover sua imagem da minha mente
ainda que precise
meus olhos de suas órbitas despegar.

Neste meu desespero,
só quero deitar minha cabeça dentro de um forno,
o gás deixar escapar

e enquanto lentamente me sufoco
imaginar que pela última vez
meus cabelos você está a acariciar

e neste meu último ato
a paz que um dia tive
poder recuperar.